quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Surpresa

Alguém te chama, você abre a porta e ele está lá. Não é só alguém, um alguém qualquer, é aquele alguém que você achava que não veria por meses a fio, por anos até mas ele está lá agora e tudo que você consegue fazer é chorar, as lágrimas vem como torrente num impulso incontrolável porque na realidade você não era pronta pra aquilo, aquela conversa, aquele velho conhecido mas novo estranho que está ali na sua frente, não é mais causador de sorrisos, pelo contrário traz dor de alma e mais uma vez você percebe que não era pronta. O sorriso dele brilha no teu olho, parece satisfação, uma certa mistura de estar feliz por ver que ainda causa qualquer reação em você e euforia por estar apenas olhando você nos olhos como se pudesse tocar a hora que quisesse mesmo que você coloque em pensamento que não, não..ele não tocaria em nem um fio de cabelo sequer, um silêncio paira um instante e você tira proveito disso: ''leve tudo, tudo, leve seu maldito amor, sua maldita falsidade, todas as suas maldições, não deixe vestígios pra voltar, não quero brechas.''
É, pode ser que ele seja obediente, a Deus a gente roga que sim..seria mais feliz se fosse, pelo menos até a cura de todas essas feridas chegar e aí sim tanto fizer a vinda, o sorriso, o olhar, a malícia e as maldições que trouxer consigo.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Clichê

Pessoas não são objetos ou ações no mercado que perdem valor por atitudes pequenas e tão sem importância ainda sou a favor daquele ponto de vista em que temos que enexergar as pessoas pelo que elas trazem na mente e pelo que viveram como experiência, se alguma vez você  propositalmente se fez louco e perdeu a razão de suas atitudes, o rumo em que leva sua vida, por algumas horas, isso não te faz menos ser humano e não deixa sua alma mais suja que a de ninguém, alguma vezes neste mundo sujo, temos mesmo vontade de estravazar e jogar coisas sem importância- mas que insistem em não sair da nossa mente- para o alto e viver intensamente aquele momento e não há nada melhor do que sorrir, viver e brincar ao lado de pessoas que você ama, mesmo que você faça tanta bobagem que no outro dia tenha na cara estampada o cansaço de algo que nem se lembre, e se isso acontecer é só fechar os olhos e pensar pelo lado bom: ''terei o que contar a meus filhos e com estas histórias meus netos vão ser estragados.'' e mesmo que não se lembre mesmo de nada ao ponto de que essas histórias nem possam passar para a posteridade, não desanime, o que importa mesmo vai ser como você se sentiu na hora, a euforia que lhe levou a fazer tudo que fez. Importe-se apenas com o que seus amigos vão achar, se eles te xingarem, aceite, mesmo que no outro dia vá e faça tudo igual. Jamais dê ouvidos ao que quem não gosta de você vai dizer, a opinião deles não importa pois se sabe que tudo que querem é que você se sinta mal..faça valer a pena cada dia de sua vida de forma correta e até mesmo errada uma vez ou outra mas não se arrependa do que fizer ainda mais se no momento em que fez valeu a pena.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Se deixe.

Acorde, afaste a preguiça, sinta água do banho limpar não só teu corpo mas também tua alma, vista-se de uma forma que você se sinta bem, arrume seu cabelo do seu jeito favorito e só depois disso saia, saia e deixe o sol te invadir todo, por dentro e por fora, faça tudo que tiver que fazer durante o dia e tudo com muito amor. Por falar em amor, transpire amor, deixe que tudo na sua vida seja amor, trate até mesmo quem te odeia com muito mais muito amor e fazendo assim tudo de bom voltará pra você, as pessoas que você mais quer bem irão te procurar pois a felicidade é algo contagiante e ninguém gosta de estar ao lado de quem só lamenta, só sofre.
O poeta ensina: '' plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.'' quando tiveres uma alma bela, uma vida repleta de coisas bonitas, de flores das mais variadas formas e cores, todos irão te visitar, irão querer saber o seu segredo, qual o adubo exato que você usa, o que te faz ser tão fascinante e até mesmo as pessoas de quem você não espera mais nada- nem mesmo ódio -virão até você e darão o valor que lhe é realmente devido, todos temos valores só não podemos jamais deixa-los se perder de vista, temos sempre cuidar pra que o amor próprio não se esvaia inteiro porque se não, quem vai amar alguém que em primeiro ama um outro alguém?
Se deixe levar pelo que for bom, se deixe amar por quem estiver disposto e ame também mas sem ultrapassar seus limites, lembre-se que se é amor não faz mal, só o bem.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Confissão

Aquele olhar cheio de raiva e uma pitada de doçura no fundo atravessou a sala vazia e parou em mim, depois daz pergunta feita que de fato o tocou profundamente, no mesmo segundo e ele só teve como dizer: ''-Por que você pergunta sobre ela?'' eu sorri e disse, é só que quero algo diferente pra colocar no meu blog, uma história de garoto, saber como vocês se sentem. Depois disso ouve uma pausa, de dois minutos, pausa que ele interrompeu dizendo que falaria sobre ela mas que precisava de algo etílico pra não doer tanto, eu concordei é claro, com certeza seria mais divertido ouvir quando ele estivesse enrrolando a língua, entreguei pra ele o copo e a garrafa, permaneci em silêncio, observando ele procurar entre todos os cds da estante, algum que coubesse no momento que ele falaria da sua musa, finalmente encontrou e não me surpreendi vendo que ela mesma havia lhe presenteado com o mesmo, ele passou algumas músicas e entre os intervalos de segundos que as músicas passavam para começar, ele sempre bebia uma pouco e não demorou mais que meia hora pra que ele perguntasse se já podia começar a falar, eu é claro respondi que sim-sem demonstrar muita ansiedade, ele largou o copo em cima da mesinha e fechou os olhos como se a música estivesse agora entrando em seu ser e só então começou; ''Sabe, ela era tudo que eu sempre quis, muito mais que um sonho de verão, ela era quem eu queria aqui agora e me perdoe a sinceridade mas até mesmo no seu lugar, minha querida amiga mas se for pra ser sincero eu sei que a culpa dela não estar mais aqui é minha, esse instinto de homem de nunca se contentar com o que tem por mais que seja a melhor coisa do mundo, sim, ela era a melhor coisa do mundo. Ela nunca estava feia pela manhã, eu sempre acordava mais cedo que ela, pra poder ver se alguma coisa havia mudado em seu semblante tão perfeito mas não, ela sempre estava linda como eu a conhecia, sempre vestida com a camisa que eu usara nas noites anteriores e seus  cabelos que mais pareciam ouro brilhando com o sol da manhã que vinha da janela, esparramados agora pelo meu travesseiro que ela tomava conta assim que eu colocasse os pés pra fora da cama e quer mesmo saber? o cheiro dela ainda está lá, eu posso ir busca-lo pra poder continuar?''.
Eu estava tão fascinada por tudo que ele dizia que demorei um pouco pra perceber que a pergunta dele se dirigia a mim e que ele me olhava pra saber a resposta que é claro foi um sim, quanto mais dor em lembrar ele sentisse mais bonito seria ouvir ele falar e ele foi, saiu num salto e voltou antes que eu pudesse notar que havia saído, sentiu o cheiro do travesseiro, duas ou três vezes e desatou mais uma vez a falar; ''O mais bonito de tudo sabe? era quando eu lhe dava amor, quando fazíamos amor, ela sempre ficava deitada de barriga pra cima e olhos fechados como se imaginasse algo desenhado no teto e sorria com o canto da boca, enquanto eu virava de bruços para o lado da cama em que ela estivesse, só pra observa-la, sem nem ao menos tocar nela, só pra não perder aquele momento, pra ela não se assustar e parar com aquele sorriso de canto que me fazia querer estar dentro de sua imaginação e eu sempre acabava adormecendo, nesse transe que se fazia entre observar suas belas formas e querer fazer parte de cada pensamento dela. Acabava me surpreendendo pela manhã, quando a olhava e ela sempre estava vestida, com roupas minhas mas estava e eu ficava tentando lembrar em que momento da noite ela havia saído do meu lado, ela era tão fada, tão anjo que eu nem ao menos sentia ela se mover e ela usava de tanta delicadeza propositalmente , só pra que eu pudesse descansar sem ser interrompido, mas sabe? se eu soubesse que ela desistiria da minha inconstância tão cedo assim, eu teria segurado meu sono por todas as noites, só pra não perder nenhum segundo de seus passos e gestos e tem mais uma coisa, se te interessa mesmo saber, eu quero ela de volta ou pelo menos quero falar com ela pra ela não pensar que deixei de sentir amor, quero saber também se ela ainda sente e então quem sabe ela me dê uma segunda chance? ou seria essa a terceira? já nem sei mais mas quero ela de volta!''
Ele pegou o celular, saiu da sala e me deixou sozinha, como se tivesse falado o tempo todo com uma parede ele nem ao menos pediu licença, não sei se ele teve ela de volta mas mesmo que não, ele ao menos tentou, resta saber também se ela entendeu quais eram as intenções do meu querido amigo, já que a essa altura ele já enrrolava a lingua mais do que era permitido para compreensão.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

''Todo ELE''

Quando você tem amigos homens é que você consegue perceber a igualdade que há entre esses seres, é claro que eles não são iguais, tem uns que até nem se dão bem, pois estão em grupos rivais certamente por causa da menina nova da rua que algum daqui quis mas foi o de lá que teve mas há uma coisa que pouca gente sabe- pois eles escondem muito bem, tal fraqueza- é que os homens também tem sentimentos e quando amam, eles chegam a ser piores que todas as mulheres que sofrem, juntas.
Observe um homem que entre os amigos é considerado o ''pegador'', ele chega numa festa, ele bebe todas, experimenta de tudo, beija todas e ainda sai com uma ou duas talvez, mas e depois? e quando ninguém pode mais observa-lo o que será que acontece? A verdade, é que quando ele se vê sem ninguém ao redor, quando ele nota que as  que estiveram com ele até certa hora  da madrugada já se foram, ele pensa em alguém, alguém diferente por algumas atitudes, talvez poucas mas ele nem ao menos sabe o que a difere de outras as vezes tão iguais, só sabe que aquela faz de verdade seu coração bater descompassado. Alguns menos fortes podem até chorar, os mais fracos ligam, falam pra aquela- que ele sabe que perdeu pra sempre- ''você era mesmo a mulher da minha vida'' e bem que ela avisou, ele tão bobinho, tão cheio de amor de todas. Eles não percebem que enquanto tem todas aquelas, não sentem nada mas elas se vão e eles tem um vazio dentro de si, tem o mundo inteiro nas mãos mas é solitário, e com os homens é diferente, pois geralmente a decepção quem sofre são as moças daí fica mais fácil seguir com a vida,encontar algum outro moço e realmente sarar a ferida que eles deixam quando se vão, mas e eles? que razão tem para esquece-las? respondo: NENHUMA, e por isso sofrem mais, sofrem em silêncio e até pra sempre, aí arrumam outra com a qual se sintam mais ou menos bem, constroem uma família, fingem amor eterno mas quando vêem passar aquele velho amor, murcham, enfraquecem, querem de volta mas não podem, não mais.

Quis.

Não saberia dizer ao certo o quanto eu te quis, o quanto desejei nos últimos dias que você ligasse e dissesse apenas que não era bem assim, o quanto pedi a Deus que te desse um pingo de arrependimento e te trouxesse de volta, eu não sei nem contar as vezes que sonhei que quando um carro passava era você que vinha pra parar aquela loucura que eu estava fazendo e no meu sonho você insistia e não queria que eu fosse embora e só queria que eu estivesse ali com você, esperava numa tarde cinza-que me trazia as mais duras lágrimas de apenas dois dias de adeus-você chegar e secar todas elas do meu rosto com o calor de seu pesar sincero por me fazer te mandar embora.Sabe, eu até quis me culpar por não ter sido assim, durante dias e noite me angustiei procurando em mim o defeito, a razão pra você não ter feito tudo isso, ter feito tão menos que chegou a ser quase nada quando comparado a tudo que esperei mesmo que eu quisesse tanto ver você voltar, você não soube fazer isso, não te culpo também, tu não tinhas paixão sufisciente pra isso mas confesso, ah como eu quis, eu quis tanto, tanto, tanto.. que perdeu a graça.

Frustração

Eu tive cinco anos e a minha frustação era quando meu pai ia assistir o jornal na TV do meu quarto na hora da minha novela infantil favorita. Eu tive oito anos e a minha frustação era não acompanhar o ritmo que as bonecas e suas casinhas apareciam no mercado, eu só tinha uma de cada vez. Eu tive dez anos e minha frustação era minha mãe não me permitir sair de bicicleta a noite como todo mundo fazia. Eu tive treze anos, dei meu primeiro beijo e a minha frustação era não saber se já era bom o sufisciente. Eu tive quinze anos e já tinha namorado e a minha frustação era não ter aproveitado o sufisciente- ele não era meu grande amor pra que eu abrisse mão de tudo, tão cedo-. Eu tive dezessete anos e tinha uma paixão que vinha desde o fim dos quinze, passando pelos dezesseis e a minha frustação era essa paixão ser tão inconstante. Eu tive dezoito anos e queria um verdadeiro amor e a minha frustação era ainda não ter encontrado, foi aí que ele apareceu, me fez feliz, me quis bem, cuidou de mim mas depois, brincou com os meus sentimentos, desvalorizou tudo de bom que eu fazia e eu tive que mandar ele embora. Hoje tenho dezenove anos e a minha frustação foi ter perdido tanto tempo julgando aquilo como amor, cuidando como se fosse amor, quando na realidade o que é amor, ainda está por vir.

O Ideal

Veja só como é interessante, um garoto não sofre se te vê chorando por ele, pelo contrário, ele ri de você por ser tão idiota, um garoto não sofre quando você liga pra ele de madrugada e diz o quanto o ama e o quanto sofre por está longe dele, no máximo ele pode sentir um pouco de pena de você mas aí vem o dia que você conhece novos horizontes, vai a novos lugares, ouve novas músicas e começa a amar somente a si mesma e sabe o que vai machucar um garoto? O seu sorriso a partir daí, a suas gargalhadas sinceras, os seus passeios sem se preocupar com o que ele vai dizer e nada disso vai machuca-lo mais do que algum amor que você venha a encontrar, vê-la em outros braços, ver alguém fazer por você o que você tanto implorava pra que ele fizesse, vai fazer que ele sinta arrependimento pelos erros cometidos e à partir daí ele vai começar a crescer a não querer mais sentir aquilo e vai mudar, você vai ter mudado aquele garoto, mas vai mudar pra outra pessoa o bom é que pela fase que você vai estar vivendo isso não vai fazer diferença, mas tenha certeza o homem que você tanto quis que existisse, vai nascer bem nessa hora.

Criança Machista

E naquele dia, eu abri a porta e disse; vá embora pelo amor de Deus, maldita criança machista. Não existem homens machistas pois quando um homem é homem de verdade ele não vai te achar menos mulher porque você sai de casa ou porque tem amigos, que mulher quer ser propriedade? ainda mais de uma criança que ameaça ir embora toda vez que você respira, eu não conheço muito de amor, ainda não vivi o meu verdadeiro mas eu juro pra você que aceitar isso não é prova de amor, aceitar um homem te dizer o que você tem que fazer é falta de amor, do seu amor próprio. O que esses machistas não entendem é que o que faz uma mulher é o seu caráter, a força com a qual ela lida com os problemas, a alegria que ela transmite aos outros e sua cumplicidade em qualquer relacionamento, até mesmo de amizade, existe aí um problema, os machistas sabem que ela é mulher o sufisciente para eles, sabem que ela é tão boa em tudo que faz que quer que ela faça tudo só por ele e para ele, pra ninguém poder nunca saber o que é que ela tem que o prende o prendeu por tanto tempo. Minha querida menina, mulher, moça, senhorita ou senhora, você é mais do que isso, você não precisa que um homem te avise quando você pode sair de casa pra não haver ninguém na rua que possa ver o que você tem de bom, se ele te achar menos mulher pra ele simplesmente porque você foi à padaria num horário comercial onde muitos poderiam ver suas qualidades, emtenda uma coisa: '' ele que não é homem pra você.'' não sejam bobas minhas queridas, crianças machistas passam, conheçam um homem de verdade e esse sim vai querer que todos saibam o que te faz tão especial e para que um dia as crianças machistas se tornem homens a vida é que se encarrega de dar pra eles uma mulher bem diferente da que nós somos, pra que quando eles aprendam com a maldade delas, nós sejamos tudo que eles sempre quiseram.. Tarde demais!
obs: ''só se sabe o que é bom quando conhece o ruim.''

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Banheiro Feminino

Meu estômago parou congelado no momento que ela me olhou e disse, temos que ir, eu tinha problemas que considerava grandes, que achava que não suportaria passar mas eles sumiram com o pesar daquelas palavras, elas me levaram de volta a alguma situação que pude assistir muito bem, em um banheiro feminino, três garotas que choravam por coisas que naquele momento me soaram importantes e eu até quis sentar para chorar com elas, eu via suas lágrimas caírem enquanto uma delas dizia: '' uma coisa é você amar uma pessoa e outra totalmente diferente é você querer ela na sua vida.'' Eu sentia que aquilo me tocou no momento em que ouvi e quis ouvir mais, me sentei e fiquei escutando o que elas diziam, falavam de lamentos, de amores que julgavam verdadeiros e que se foram sabendo de todas as suas intimidades mas nem ao menos tiveram consideração de olhar pra tras. Lembrei de tudo aquilo quando ouvi as palavras duras e vi o quanto tudo aquilo era pequeno, eu quis voltar aquele banheiro feminino e quis que elas ainda estivessem lá para que eu contasse o tamanho da dor que eu estava sentindo, pra elas também poderem ver que o que elas choravam não valia a pena mas já havia passado o momento de dizer isso para as moças que choravam por amores idiotas, o que era uma dor de perder amor, diante daquela dor que eu sentia?
Ninguém vai poder entender, mas a vida nos coloca em situações, e eu sei que da mesma forma que eu vivi aquela dor maior, as do banheiro também vão viver algo parecido, pra parar de achar que sofrer por amor é sofrer pra morrer.

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Sonho.

Ele, o velho amor platônico que possuia os mais belos olhos azuis que se pode imaginar, abriu a porta do carro e desceu naquele lugar que antes era para ela insuportável, aquela cidade de clima quente que lhe trazia as piores lembranças de uma antiga paixão mas ele desce do carro, faz a volta e abre a porta pra que ela também saia, nesse momento ela se sente muito surpresa pois mesmo depois de tantos anos ela tinha medo das nauseas que aquele lugar poderia causa-la mas não, ela não sentiu nada, ela estava ali naquele lugar palco de sua paixão adolescente mas agora já era mulher, esposa casada de aliança de brilhantes pesada na mão. Entrou aonde haviam resolvido almoçar e ele estava lá, sua paixão adolescente comia e bebia com todos aqueles que um dia também foram figurantes de uma história dela e mesmo assim ela não sentiu nada, pegou na mão de seu amor verdadeiro, aquele que a quis quando tudo que ela queria era morrer chorando naquela cama de tanta paixão que sentia, e entrou firme sem olhar para os lados e mesmo sentindo que todos os antigos figurantes e ex protagonista de sua vida olhavam atentos todos os seus passos, ela nem ao menos sentiu vontade de encara-los, estava feliz demais, tinha amor demais e aquela mesa ao lado não era nada na sua vida além de passado. Eles foram embora alguns minutos depois dela ter chegado, ninguém sabe ao certo porque, mas se suspeita que sua ex paixão descobriu que ela era amor mas já era.. ela também descobriu um

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Falta

E você estava ali, com milhões de defeitos e quase nenhuma qualidade mas estava. Só que eu cansei de tantos defeitos pois não eram defeitos que poderiam ser encaixados na minha vida, eram defeitos que me faziam tanto mal, me sufocavam, não me deixavam ser quem eu sou. Mandei você embora e nunca pensei que a falta dos defeitos doeria tanto mas até a maior das dores passam, uma dor de morte passa e a dor da perda descansou em mim, adormeceu, um sono que não vai mais acordar.. As vezes lembro de você, as vezes sonho com você, mas isso faz parte do processo, infelizmente você esteve em mim durante muito tempo, pra que você saia vai demorar um pouco mais . Cicatrizada eu já estou é só o tempo de muitas coisas ocuparem minha mente e você sumir, até outro amor vir e levar de volta a paz que se conquista com tanto sacríficio depois de um fim.

sábado, 13 de novembro de 2010

Sempre Igual

Ontem eu contei pra alguém minha história, aquela história daquele outro alguém que já foi embora, aquele outro alguém que um dia já foi tudo também e hoje é tão comum quanto qualquer um que passa na rua e me diz bom dia senhorita e fiquei feliz por dois segundos por achar que alguém que eu já tive pudesse não ser tão bobo a ponto de ser idiota como o que já foi mas foram só segundos e depois a triste realidade, ele também já foi, tem nova vida, novos amores. Talvez eu devesse escrever isso aos prantos ou no minimo triste demais mas aí quando meus olhos marejam de água eu paro aqui e me pergunto: -Por quê? Quantas alegrias você teve com qualquer bobo desse que prefere ir embora e ter a alma lavada com seu orgulho machista a olhar pra trás e se dizer arrependido por amor?
Eu me poupo a não responder nem pra mim mesma essas perguntas pois eles não sentem amor, na verdade um até descobriu que sente quando eu já tinha alguns outros amores e ele passou e o amor dele não tinha mais validade pra mim mas é sempre assim, os homens esperam o tempo passar e eu não culpo os dois bobos da minha vida, é instinto deles esperar até que não dê mais pra voltar ou até que e mocinha esposa de seus sonhos esteja bem resolvida demais para querer eles de volta.
obs: Quem quer estar com você não mede espaço nem tempo, não pensa duas vezes, tudo o que quer é não te ver ir embora e se o seu bobo diz não saber o que sente ou aonde te encaixar na vida dele, deixe ele passar, um dia o AMOR de verdade chega

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Saudade.


Hoje eu acordei e antes mesmo de abrir meus olhos, dei de cara com uma grande surpresa, você não foi a primeira coisa que me veio a cabeça, abri os olhos e sorri, pensei no que teria que fazer durante todo meu dia, pensei na minha mãe que ainda na cozinha fazia meu café, meu pai me ligou falou lá tudo que ele queria e desligou e eu de novo sorri, levantei finalmente depois de minha oração de bom dia, tomei banho e café, você ainda não estava lá, foi quando abri o lado do armário onde guardo minha escova de cabelo favorita, que era a sua também, e pela primeira vez no dia você estava lá .. por mais que eu no fundo tivesse a esperança que fosse ser um dia completamente sem lembranças suas, a sua imagem me olhando e dizendo: -Cadê aquela tua escova preta? passou e parou na minha mente, não houveram lágrimas como algumas lembranças que eu tive em alguns dias anterirores mas ainda trouxe saudade, só que uma saudade mais comum, mais conformada e eu lembrei de uma amiga que me disse que a saudade vai existir sempre e de qualquer coisa, saí então do congelamento que minha mente se encontrava, voltei a pentear meus cabelos e segui meu dia.. mais um dia sem você, mais um de toda a minha eternidade sem você.