sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Engano

Infelizmente pude ver a mentira em teus olhos, por sorte não me desiludi já tinha guardado no coração essa ideia de "todos iguais" e repetia baixinho pra mim todos os dias como uma oração, ao acordar e antes de dormir. Fingi aceitar sua proposta e sorri sincero sangrando por dentro. Acho que foi por já esperar que isso não doeu tanto, tirei uma grande lição dessa história, ainda levo você guardado no coração da mesma forma só que agora com dois pés e um braço atrás.
 Não sou muito mas também não sou pouco, mulher nenhuma é mas tenha certeza que qualquer que seja ela, jamais será suficiente para um homem. Seja boa(esposa, namorada, amante), acorde cedo, leve café na cama, lave as roupas, compre presentes, lembre-se dele nas viagens que fizer e receba tudo de bom que os olhos podem ver só que mais além quando você virar às costas ganhará aquilo que os olhos não podem ver, receberá de presente o que ninguém gosta de ganhar.
Entendo mas não aceito, só sei que por não ter sido concretizado não passa então de vontade, espero a vontade virar verdade dando gargalhadas das suas piadas e ouvindo atentamente as histórias que tem a contar, vejo você achar que me engana  e aceno que sim com a cabeça pra não arrancar de você essa doce ilusão, só que enquanto você ri e sorri com os outros pela minhas costas do que anda fazendo, já fez e faz, eu sei que o que vem de mim que os seus olhos não podem ver dói muito mais mesmo que seja em segredo. 

sábado, 28 de julho de 2012

"Em algum lugar do tempo.."


Vou e volto, quero mas desisto. É que acho que está longe demais pra voltar atrás, e tem também o orgulho,  o não querer que achem fraqueza, e aquela chatice de voltar a ocupar um lugar que não é mais seu, onde tudo está diferente de como você havia deixado quando saiu sem saber. Impor uma coisa demais a torna banal, faz com que ela deixe de ser desejada e passe a ser forçada, antigamente não era assim mas as coisas mudam muito e nesse mundo as coisas que mais mudam são as pessoas e as necessidades que elas tem nas suas vidas, então prefiro explicar pra mim mesma assim: "Você já foi necessidade e importância, hoje é só comum e outras pessoas ocuparam o lugar que você tinha, e não é algo proposital, são só os lugares do pódio sendo trocados, acontece todos os dias em vários pontos da terra, e a melhor coisa do mundo é se repensar antes de tomar atitudes na hora do desespero que é ver tudo ser mudado diante de seus olhos, e mesmo que você tome alguma precipitada, nunca é tarde pra corrigir pensando três vezes antes da próxima."
   Em algumas ocasiões é preferível ter uma boa lembrança guardada do que tornar tudo pior com discussões que não mudarão o estado das coisas. O tempo não vai voltar, então melhor o oi, abraço e tchau do que o não olhar nem na cara de quem já esteve tão presente num passado não tão distante. Melhor deixar tudo como está, nada de mágoas, de raiva, de sentir culpa, ou querer culpar, tudo é bem simples, vou ler agora e entender; Não há porque chorar, espernear não vai adiantar, se deve apenas aceitar que agora é sua vez de mudar as coisas de lugar.

domingo, 29 de abril de 2012

Sem medidas


Estive de passeio por diversos lugares, aproveitei todos os dias e costumava não ouvir o que os outros tinham a dizer sobre o que eu fazia ou deixava de fazer, muitas pessoas próximas costumavam me perguntar a razão de eu fazer tudo tão as claras e no fim ainda gargalhar das opiniões dos hipócritas, e eu sempre respondia igual: ''quero ter o que contar no futuro, quero estar velha em uma cadeira de balanço mas sabendo que vivi tudo que tive que viver, que não abri mão de  nada que a vida me ofereceu, que amei sem medidas, que errei muitas vezes e sem essa história de errei tentando acertar, errei porque quis errar, não parei pra pensar no caso de não fazer pois tal pretendente poderia pensar mal, que se ferrem os pretendentes, goste quem quiser gostar, e se achar que o certo é não gostar, que bom, terei mais um ao meu redor pra dizer o quanto acha errado minha maneira de fazer as coisas, e querendo no fundo ter alguma coragem para fazer igual.''
Fui feliz nas minhas escolhas, sofri quando algumas não tiveram os resultados que esperei, mas em momento algum me  arrependi de nada, pois até quando escolhi errar, estava contribuindo para me tornar esse incrível ser humano que sou hoje.

sábado, 21 de abril de 2012

Coisas que vão no vento

Toda vez que permito que algo ilícito se envolva com meu sangue faço besteiras das quais sempre me arrependo, por exemplo hoje, queria morrer por ter ligado pra você, sumir da face da terra por ter mandado tantas mensagens de texto mas desejar coisas não faz com que elas aconteçam, ou deixem de existir, o que eu tenho que fazer é ensinar para mim mesma: "Menina boba, as coisas não são como você quer que elas sejam, o mundo inteiro vai te decepcionar e só vão gostar de você as pessoas que você nem sequer lembra do nome, quanto mais você quiser abraçar e cuidar de alguém, menos essa pessoa vai lembrar nem que seja da sua existência, gostar só acontece pra quem não vale nada, você vai morrer desejando que quem você quer bem lhe queira bem também mas o afeto só vem de onde a gente nem lembra que existe."
Algumas pessoas só precisam de dias para nos conquistar, algumas com menos de vinte e quatro horas já roubam o nosso coração, e eu só queria que você entendesse que amo o jeito como você me toca e me lembro mais disso do que das vezes que você me fez triste, sou uma boba por sentir tudo tão intensamente mas não me contive em certas situações, essa manhã não consegui me segurar, não quero você pra vida inteira só pensei que você fosse diferente e mesmo que fosse só fingimento você conseguisse fingir por mais tempo que os outros, nunca chorei por alguém em tão pouco tempo mas você me arrancou lágrimas mesmo que querendo me explicar sua maneira de existir. Quero ser sincera com você, estou desistindo, pois não sei o que fazer, como me comportar ou como corresponder as suas expectativas estranhas ou até mesmo inexistentes, quis muito que tivesse sido diferente mas o querer não pode partir de um lado só, eu quis tanto mas nem ao menos sei se você sabia que o que eu tanto queria poderia existir.

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Como sonho

As luzes piscavam num ritmo acelerado e incerto, hora acendiam ali, outra hora bem aqui do lado, no meio das luzes malucas que iam e viam estava ela com o cabelo escuro mais bonito que já vi na vida, era escuro a ponto de sumir quando as luzes não piscavam próximo a ela, usava um batom laranja cintilante que minha boca quis tirar no momento em que meus olhos o viram, tomei uma certa coragem -dessas que vendem em garrafa nos botecos que a gente encontra por aí- e cheguei perto, dali em diante estava hipnotizado, daquela menina meio mulher vinha um cheiro que não era de perfume nenhum, um feromônio natural que me enlouqueceu instantaneamente e eu não pude deixar de segura-la pela cintura, ela assustada virou rapidamente e algo me diz que gostou do que viu -com toda modéstia sou um rapaz bem apanhado- tanto que sorriu, pra logo após me perguntar se eu estava maluco, eu sorri e soltei de imediato a primeira coisa que veio na mente e não poderia ter sido mais clichê: "Estou, por você." Ela gargalhou, me deu as costas e saiu andando como se eu não estivesse ali, dei dois passos largos e segurei ela pelo braço, quando virou de volta para mim tinha uma expressão que misturava raiva e curiosidade, de toda forma era uma expressão que me dava só alguns segundos e eu precisava dizer algo bom o suficiente, pensei depressa e disse: "Acho que gosto de você." No momento aquilo pareceu a coisa mais ridícula de se dizer, mas quando parei pra notar, ela havia baixado a guarda, seus olhos agora fitavam meu rosto por entre as luzes que iam e vinham, ela me permitiu que eu a segurasse pela cintura e dessa vez estava de frente para mim, aproximei seu corpo o máximo que pude, ainda estava de olhos abertos quando a vi fechar os seus, agora estávamos tão próximos que sua respiração tomava o meu ar de uma maneira que não era ruim, era de uma forma que me fazia querer lhe dar todo ele, mesmo que eu sufocasse, não resisti e finalmente encostei meus lábios nos dela, foi como se tudo em nós se encaixasse, como se aqueles lábios tivessem sido feitos para ser meus, não pude solta-la nem por um segundo, caminhei abraçado de frente e com os olhos dentro dos dela, pelo meio do lugar até encostar no balcão, onde passei a noite inteira tendo a certeza que estava com a pessoa certa em meus braços, ela pediu para sentar e eu a levei, encostei sua cabeça em meu peito e deixe-a dormir, ela fazia isso como um anjo.
Acordei no meu quarto sozinho com o despertador "trinando" desesperadamente do me lado, havia tido pela milésima vez aquele sonho, que não era sonho, era déjà vu, eu já havia estado ali realmente, já tinha vivido aquele momento há alguns anos atrás na primeira vez que a encontrei e meu castigo era ter esse sonho todas as noites, desde que a coloquei para fora da minha vida sem nem ao menos saber exatamente o porquê.

quinta-feira, 29 de março de 2012

Cento e cinquenta palavras ou mais

O cinismo está aí por toda parte, espalhado por onde menos esperamos e é claro que principalmente onde a gente mais espera, gosto muito de achar graça em quem comete erros absurdos enquanto está passando em sua vida e pensa que se sair dela por um certo tempo poderá voltar a ocupar o mesmo lugar de antes, aquele quentinho e aconchegante na primeira fila do seu coração, quero dizer que além de achar graça estou doando um floresta de coquinhos para essas pessoas catarem, ah me dê sossego! Não tenho minutos do meu tempo, nem ao menos segundos para perder com quem já brincou de ser sincero com as coisas que eu realmente acreditava, não tenho uma lona colorida no lugar do coração pra ninguém vir fazer circo, longe de mim achar que as pessoas não são capazes de mudar e que não podem se tornar melhores, todo mundo pode evoluir mas tem uma coisa que preciso dizer com muita honestidade: Errou? Tudo bem. Quer mudar? Longe de mim, por favor. Não sou madre Tereza de Calcutá pra passar minha vida inteira acreditando no lado bom do mundo inteiro, só consigo e só quero acreditar que se eu permitir errar uma vez, a pessoa terá asas pra errar duas, e se eu permitir errar duas ela terá asas pra errar um milhão, e eu não sou uma pessoa obrigada a perder uma vida inteira que tem tudo pra ser proveitosa, para aguardar o evolução de pessoas incapazes de sair da estaca zero ou que se saem, é somente até daqui a pouco, porque para essas pessoas evoluir nem que seja um passo curto é algo ''improvável, impossível.''

terça-feira, 27 de março de 2012

não -VÁ EMBORA!

Pronta para seguir em frente com passos largos e ao mesmo tempo com tanto medo de que quando desse o primeiro algo ainda a segurasse pela cintura, uma corrente forte que arma nenhuma jamais havia conseguido arrancar, e que se caso ainda estivesse lá, nada poderia tira-la, só conhecia algo forte o suficiente que poderia livra-la daquele tormento, era sua força de vontade que de toda forma ainda não tinha certeza se a possuía, se estava pronta pra testar, queria ser firme, talvez mentir para algumas pessoas sobre o quanto chorou na noite anterior ouvindo músicas antigas e o quão difícil foi engolir esse choro e secar as lágrimas rapidamente quando alguém abriu a porta, não entendia que não precisava mentir para ninguém, já era forte só por estar onde estava, não deveria pensar que cair é fraqueza, que estar presa por correntes é algo que pode ser mudado do dia para a noite, certas coisas necessitam de tempo, ensaios, dezenas de testes, milhões de quedas pelo caminho, e muita mas muita força para arrancar aquilo que está segurando e arrancar pela raiz. Não ache que você dormirá presa e acordará magicamente livre para o mundo, a força de vontade que cito, pode não necessariamente ter que vir de dentro para fora como uma força invisível, talvez você vá precisar da força dos seus membros, braços e pernas trabalhando, quem sabe vá acordar de vez em  quando com o coração ardendo e apertando, faz parte da libertação, de vez em quando você provavelmente vai chorar por não suportar mais aquela tortura mesmo sabendo que ainda pode suportar, e que a única coisa que te impede de fazer isso é o medo de ser tão acostumada com o que te prende que talvez não saiba mas viver sem isso, mas fique sabendo que a ferida quando arde significa que está sarando e não que está ficando pior, você sabe disso, entende isso e aos poucos vai aceitar, voltar a viver uma vida dentro da lei mas não de presidiária, voltará a ter limites próprios e seus, aos poucos experimentará fazer coisas boas e certas, as vezes coisas boas e erradas sem se preocupar com o aumento de sua pena, nem com o aperto das amarras que já não farão mais parte do seu cotidiano.

terça-feira, 20 de março de 2012

Mil vezes você

Andando um tanto distante de tudo, sem certeza de amanhã, sem saber o que seria de si sem aquela aparição, sem aquela falta de ar causada pelo sentimento. Não conseguia caminhar sem procurar em olhos alheios aquele brilho estranho e cativante, estudava todos os andares da passarela, estava à procura daquele que havia chamado sua atenção, às vezes tentava desistir dessa procura que nunca tinha sucesso e saía pela noite, exagerava em tudo que pudesse causar alucinações, e no outro dia pela manhã se dava conta que até a boca das alucinações haviam sido beijadas pois, no meio de toda aquela loucura da noite passada, e de toda embriaguez, eram os olhos da aparição que estavam lá.
 No fim das contas o número do andar cativante já estava na discagem rápida, não importava o quanto havia se divertido antes, o quanto tinha sido bom estar fora dos trilhos, no final da história era botão um, seguido de botão verde, pois não havia outra maneira, o fato de querer dizer sim ao ser difícil ficava de lado já que não fazia tanta diferença, só aquilo satisfazia.

quarta-feira, 14 de março de 2012

Um tal melhor amigo

Segurei em sua mão como se o mundo fosse acabar, não olhei ao redor, muito menos me importei com o que diriam ao ver aquela cena que eu quis chamar de situação constrangedora, você por outro lado soltava minha mão constantemente e não era por me odiar, talvez fosse por me amar demais e não entender o bem que eu estava lhe fazendo, por um certo momento eu pude olhar para um lado e notar que eu e mais uma pessoa estávamos realmente dando importância àquela situação, me perguntei onde estariam aquelas outras dezenas de pessoas que ''te amam de verdade'', que te ''acolhem como irmão'' pude ver que só as sombras delas existem, e é claro, a vontade de te ver como um motivo de boas gargalhadas, te achar um certo tipo de circo. Espero honestamente que seus  olhos estejam abertos nesse sentido, e eu não precise me tornar uma espécie serial killer para que as pessoas o tratem com respeito pois, há aqui amor em demasia, e onde isso é encontrado não se é possível ser racional, e coerente, principalmente com situações infantis.
Me deitei hoje de cabeça fria te amando mas querendo de verdade te odiar, isso já ocorreu muitas vezes e sinceramente eu não sei dizer quando ou se em algum momento da estrada eu saberei/poderei te ver como inimigo da minha nação, do meu sincero coração.

quinta-feira, 8 de março de 2012

Tanta mágica

Agora a vida tinha um certo gosto de magia, não era mais tão sem graça como antigamente; -Mas minha cara, toda magia tem um preço, você tem agora o poder de transformar demônios em anjos, sapos em príncipes e em troca viverás sozinha até o fim dos teus dias, terás interesse, se sentirás apaixonada mas nunca correspondida.
Caminhava pela rua com o céu desabando em tempestade, reconheceu sem querer um sapinho com o qual se divertia em certos dias do inverno passado, mas ele não estava mais tão parecido com um sapo, tinha um certo brilho que você notou ser quente e desejou aquele calor ao seu lado, não quis aceitar o fato de ele apenas ter esperado passar pela sua vida para se tornar o que você sempre quis que ele fosse nela, ele sorriu tranquilo e despreocupado, com o braço pendurado no ombro de alguém que você preferiu não reconhecer, ele pôde dizer "olá" sem ter mágoas mas você sequer conseguiu abrir a boca, só continuou caminhando, levada pelo impulso que o frio fazia que tivesse, dava passos rápidos e toda vez que começava a pensar no que já perdeu, eles tornavam-se mais largos, até que você se perdeu do ponto, tinha passado de onde deveria entrar para estar em casa e já era tarde da noite, sentou ali e resolveu escolher outro sapo, de coração aberto e já sabendo que não o estava pegando para você eternamente, e como besteira pouca é bobagem, não havia mal em fazer os outros felizes já que essa magia maluca que havia te escolhido não te permitia ser.

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Depende mesmo de você

A decisão é sempre sua, tudo depende de você, não existe isso de ''não consigo'' não conte essa mentira para si mesmo, todo mundo é capaz de fazer coisas para alcançar a felicidade, basta que queira, está dentro de cada um, todas as pessoas podem querer, ou não querer e são capazes de sustentar isso até o fim, só que existem coisas que queremos e não dependem só de nós e quando esse for o caso, nunca queira, ou não sozinho, pois de certo você vai se ferir e se ainda assim continuar querendo na solidão vai magoar essa ferida, e se ainda assim você insistir, uma hora você vai se acostumar com a dor dessa ferida e vai esquecer que ela está ali se agravando com o tempo, até que se torne irreversível. Você não deve se sentir culpado por algo que não tem nada a ver, não se culpe pelos erros dos outros, não se sinta mal por querer o que o outro não quer, acredite na sua causa, seja ela certa ou não, defenda os seus valores mesmo que eles sejam absurdos, e não permita que pessoas que não creem em você -ou que não queiram aceitar aquilo que você quer- te afastem daquilo que você sonha, ou te distanciem do seu objetivo.

sábado, 7 de janeiro de 2012

Quem amo, quem amas, quem ama

Se eu perguntar a qualquer pessoa do mundo que tipo de companheiro ou companheira seria ideal tenho certeza que as respostas seguiriam a mesma linha, iriam dizer: "Procuro alguém que me faça feliz, que goste de mim, que cuide de mim, que nunca minta, alguém que entenda os meus defeitos, aceite meus erros e momentos de fraqueza, alguém que jamais me faça chorar, uma pessoa disposta a abrir mão de tudo por mim e que eu tenha certeza que não abandonará nossa história por nada nesse mundo." Na vida real, fora das idealizações de perfeição, todo mundo -ou pelo menos a grande maioria das pessoas- já encontrou ou teve contato com essa pessoa que descreve como "ideal" e com certeza não deu a mínima pra ela, venhamos e convenhamos que ninguém gosta disso, as pessoas dizem que gostam para  não se sentirem masoquistas e negarem para si mesmas a realidade: NINGUÉM DÁ VALOR AO QUE TEM COM FACILIDADE. Costumamos amar aquelas pessoas pelas quais temos que correr, pessoas que não se importam com nosso bem estar, pessoas que na verdade não se preocupam nem se estamos vivos, amamos as pessoas que mentem, que manipulam, resumindo, ninguém ama os bonzinhos da história. Se você parar pra pensar nas pessoas que já tiveram seu coração, tenho certeza que aquela que teve seu sentimento mais forte foi a mesma que mais te fez sofrer, nós seres humanos gostamos do ruim, procuramos o ruim, vemos o mundo inteiro avisando: "Você vai partir seu coração" mas não conseguimos parar, gostar do que não faz sentido é o que nos faz bem, é o que nos faz feliz e não sejamos hipócritas em negar isso, para o mundo inteiro você pode negar, mas para si mesmo quando deita a cabeça no travesseiro você não pode. É claro que as pessoas sempre acabam encontrando o par que não será aquele que foi seu "verdadeiro amor" -só se você opinar por viver a vida inteira em sofrimento- será alguém que nunca teve nada com sua história e apareceu sem mais nem menos e aí você percebe que aquela é sua última opção e aceita, mas e o cara legal que mudava o mundo por você? E a garota que parou a história dela para viver a sua? esses com certeza também foram os ruins da vida de alguém nas horas vagas, quando tinham um algum intervalo na difícil tarefa de tentar ser o amor de sua vida, e é claro também encontraram o seus respectivos  pares "nada a ver" com a história. Tudo faz parte de um ciclo interminável, eu gosto de você, que gosta dela, que gosta de outro .. e assim sucessivamente, eternamente.