sábado, 28 de julho de 2012

"Em algum lugar do tempo.."


Vou e volto, quero mas desisto. É que acho que está longe demais pra voltar atrás, e tem também o orgulho,  o não querer que achem fraqueza, e aquela chatice de voltar a ocupar um lugar que não é mais seu, onde tudo está diferente de como você havia deixado quando saiu sem saber. Impor uma coisa demais a torna banal, faz com que ela deixe de ser desejada e passe a ser forçada, antigamente não era assim mas as coisas mudam muito e nesse mundo as coisas que mais mudam são as pessoas e as necessidades que elas tem nas suas vidas, então prefiro explicar pra mim mesma assim: "Você já foi necessidade e importância, hoje é só comum e outras pessoas ocuparam o lugar que você tinha, e não é algo proposital, são só os lugares do pódio sendo trocados, acontece todos os dias em vários pontos da terra, e a melhor coisa do mundo é se repensar antes de tomar atitudes na hora do desespero que é ver tudo ser mudado diante de seus olhos, e mesmo que você tome alguma precipitada, nunca é tarde pra corrigir pensando três vezes antes da próxima."
   Em algumas ocasiões é preferível ter uma boa lembrança guardada do que tornar tudo pior com discussões que não mudarão o estado das coisas. O tempo não vai voltar, então melhor o oi, abraço e tchau do que o não olhar nem na cara de quem já esteve tão presente num passado não tão distante. Melhor deixar tudo como está, nada de mágoas, de raiva, de sentir culpa, ou querer culpar, tudo é bem simples, vou ler agora e entender; Não há porque chorar, espernear não vai adiantar, se deve apenas aceitar que agora é sua vez de mudar as coisas de lugar.