quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Surpresa

Alguém te chama, você abre a porta e ele está lá. Não é só alguém, um alguém qualquer, é aquele alguém que você achava que não veria por meses a fio, por anos até mas ele está lá agora e tudo que você consegue fazer é chorar, as lágrimas vem como torrente num impulso incontrolável porque na realidade você não era pronta pra aquilo, aquela conversa, aquele velho conhecido mas novo estranho que está ali na sua frente, não é mais causador de sorrisos, pelo contrário traz dor de alma e mais uma vez você percebe que não era pronta. O sorriso dele brilha no teu olho, parece satisfação, uma certa mistura de estar feliz por ver que ainda causa qualquer reação em você e euforia por estar apenas olhando você nos olhos como se pudesse tocar a hora que quisesse mesmo que você coloque em pensamento que não, não..ele não tocaria em nem um fio de cabelo sequer, um silêncio paira um instante e você tira proveito disso: ''leve tudo, tudo, leve seu maldito amor, sua maldita falsidade, todas as suas maldições, não deixe vestígios pra voltar, não quero brechas.''
É, pode ser que ele seja obediente, a Deus a gente roga que sim..seria mais feliz se fosse, pelo menos até a cura de todas essas feridas chegar e aí sim tanto fizer a vinda, o sorriso, o olhar, a malícia e as maldições que trouxer consigo.

Um comentário:

  1. Parabéns pelo blog, e pelos posts. são realmente lindos e interessantes. estou de seguindo, beijo e feliz 2011 (:

    ResponderExcluir