quarta-feira, 13 de julho de 2011

Assim ..

Quando ele insistir e disser que nunca insistiu e que essa é a última vez que vai atrás vai ser só pra te fazer sentir especial e isso é só tática de guerra, quando ele te ver na festa e insistir que você vista o casaco dele por causa do frio vai ser só uma forma de te manter escondida dos olhos do outros garanhões e se ele supostamente esquecer com você o casaco vai ser só um pretexto pra ir te ver no outro dia, quando ele te surpreender um dia com todas as suas fotos colocadas na rede social dele e em um lugarzinho caloroso e feito só pra você vai ser só pra você ficar boba e de olhos brilhando só achando que agora ele é seu, quando ele implorar pra ter você em uma festa dos amigos vai ser só pra mostrar pra galera a gostosa da vez, quando ele disser que tudo que acontecer entre vocês é tão especial pra ele quanto é pra você vai ser só pra conseguir o que quer, quando ele te ligar de madrugada dizendo que quer ouvir sua voz certamente vai ter chegado de uma festa na qual esteve com outra, quando ele te trouxer flores e jurar amor eterno vá atrás de saber o que ele fez nos últimos dias. Tudo bem que vez ou outra alguma atitude não vai ter segunda intenção mas todo cara tem uma forma de agir pra conquistar, com tudo friamente calculado e se você for procurar mesmo o histórico das que já estiveram em seu lugar vai ver que as ações são exatamente as mesmas, com apenas alguns ajustes entre um romance e outro, tudo isso que digo não é pra dizer que não vá em frente, sabe do que mais? Vá em frente sim, não há nada melhor do que errar com uma paixão e aprender sozinho que tudo que todo mundo falava e avisava era mesmo verdade.

domingo, 3 de julho de 2011

Certas coisas não precisam de títulos

Um abraço tão apertado e tão cheio de lembranças, o certo é que eu amava você, queria mesmo que você voltasse a ser tudo que um dia foi pra minha vida- mas não era mais eu só ''amava'' no pretérito-mais-que-perfeito-  aquele abraço trouxe tudo de volta para aquele momento, eu precisava daquilo, daquele respirar por desejo, precisava que tudo acontecesse de novo, não sei que certeza exata eu queria com aquilo mas precisava acontecer para que eu a tivesse e deixei tudo correr, você passou a mão por meus cabelos e me falou do seu amor que não existia mais, eu pude sentir lágrimas rolando em meu rosto e elas ainda estavam quentes, você me abraçava forte pois não queria me ver chorar mas repetia constantemente: '' É só a verdade que você me pediu para ouvir.'' Confesso que queria ouvir a verdade mas pensei que ela não era esta, esperava que ela me falasse de amor, dissesse que a saudade te consumiu dias e noites a fio, assim como aconteceu comigo, mas não! Você só sentiu saudade daquele calor de hora e quis me prender com palavras pra que eu pudesse sempre te dar este calor, quando você estivesse precisando, eu abracei você e chorei, chorei sem pensar mas sabia que estava chorando ali em seu ombro e até isso era mesmo tudo que eu queria. Hoje volto à tudo de real, você novamente não está no cotidiano, não há ligações, não há mensagens, não há desejo de querer do lado pra todo sempre.. Eu sei que queria que tudo se acertasse, que um milagre acontecesse e tudo voltasse ao normal ou passasse a ser normal, que meus sonhos virassem realidade e eu não precisasse mais acordar aos prantos querendo que ao menos parte deles existisse, você está aí tão longe, sentindo tantos gostos, querendo tantas pessoas e eu apenas sentei aqui, parei a vida, espero pelo momento que minha alma me assuste e volte para o corpo, entrego tudo à Deus, ninguém no mundo pode mais resolver, e quem sabe até ele mesmo não queira que se resolva, pois o melhor pra mim- disso todos sabem inclusive eu- é a distância de você. Pare aí e continue onde está, fazendo o que está até que eu me acostume com isto e queira bem a tudo que me quer, a só o que me quiser.

sábado, 2 de julho de 2011

Esperança

A história vai mais ou menos pelo seguinte lado: Eu pulei o muro de um beco sem saída, lembro de mim correndo para sair de lá, desesperada por ter tantas vozes me declarando culpada de algo que não me lembro, estava atormentada e sempre acabava tropeçando em algo e caía me machucando muito, caí diversas vezes o que fez as feridas aumentarem cada vez mais, me lembro de muitas pessoas que amo correndo ao meu lado, lutando pela minha causa, querendo me tirar daquele pesadelo escuro e cheio de lixo e talvez elas quisessem também sair de lá mas o primordial era a minha salvação, havia muito de inocência em mim e eu não tinha culpa pelo que estava sendo julgada, mesmo sem saber ao certo o que, eu sabia que não tinha feito nada grave e então alguém disse: '' Eu sei o que você está pensando, mas as coisas são diferentes aqui, o que é certo para você está errado para eles.'' E continuei fugindo mas não tinha para onde ir, andava em círculos, queria achar uma porta aberta para ir embora e levar tudo que amava, depois tranca-la deixando aqueles opressores ali dentro mas não havia saída, foi então que vi o beco, era o lugar mais sujo dali, o mais escuro e mais aterrorizante, mesmo assim entrei e corri mais depressa esperando encontrar alguma luz, mas só havia um muro muito alto e as vozes ruins se aproximaram, eu tinha que pular, os que amo me ajudaram, me jogaram com força para o outro lado e disseram: ''Não se preocupe, algo vai lhe amortecer.'' Consegui no impulso trazer um deles segurado pela mão e caí sob plumas, UFA, estou salva! Hoje há tanta luz aqui e há felicidade mas por vezes volto à piscina de plumas para conferir se mais alguém que amo está lá, um dia sei que todos eles saírão daquele escuro em qual um dia estive.