quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Meu canal particular

Pode parecer loucura mas as vezes sinto como se minha vida fosse um seriado americano, as pequenas coisas que faço, os lugares pelos quais passo todos os dias, parecem muito com cenários, e muitas vezes caminho por eles esperando a magia acontecer, espero um susto vindo do meio das árvores ou uma surpresa surgindo das ruas escuras, causando de início medo mas depois mostrando ser algo amigável e que não vai me fazer mal, de tanto esperar casos assim, eles acontecem, essa porção de coisas que são improváveis estão ocorrendo sempre ao meu redor, o mundo pequeno do jeito que é, está sempre me surpreendendo.. E de repente me vejo parada no meio da rua- por sorte com o sinal ainda fechado- com a certeza que ouvi alguém gritar meu nome, olho por todos os arredores, mas foi só impressão, quem sabe imaginação, chego em casa e cinco chamadas perdidas me aguardam, quatro de familiares, a última desse número estranho que me liga a dias e só ouve minha voz, vem então a certeza de que eu não estava maluca quando ouvi alguém me chamar, era o dono do número, quem sabe quis se apresentar mas perdeu a coragem? Queria poder dar algum sinal, só pra ele saber que tudo bem parar com o joguinho, odeio essa curiosidade tomando conta de mim.
 Parece mesmo coisa de programa de televisão, todo dia uma novidade e agora depois desse ''quase contato'' estou caminhando todos os dias atenta, olhando para todos os lados de onde possam vir vozes, tem horas que não quero descobrir nem tão cedo, até gosto desse suspense ao redor, sem falar que seriados são esquecidos depois do ''the end'' por essas e outras, mesmo querendo morrer de tão curiosa, vou ficar por aqui vivendo meus minutinhos- internos-  de fama.

Um comentário: